Unidade Cônego Paulo Dilascio

UCPD para sempre

Acesse aqui as notícias arquivadas do Colégio Arqudiocesano Unidade Cônego Paulo Dilascio.

Breve Histórico

Escola Particular Alphonsus de Guimaraens

A Escola Particular “Alphonsus de Guimaraens” iniciou sua história no dia 16 de maio de 1977. No dia 01 de setembro de 1978 foi publicada a portaria 287/78, com o ato de autorização para funcionamento de 1ª à 4ª Série do Ensino Fundamental e, pela portaria 161/96 de 07 de fevereiro de 1996, a autorização para funcionamento de 5ª à 8ª Série do Ensino Fundamental.

Esta escola, situada à Avenida Perimetral do Ouro, nº 02, Vila Residencial Antônio Pereira – Ouro Preto, foi criada para ministrar Ensino Fundamental aos filhos de funcionários de sua mantenedora Samarco Mineração S/A, atendendo também à toda  população da Vila Samarco.

Colégio Arquidiocesano Unidade II

A Samarco Mineração, consciente de que a administração das atividades de educação, até então por ela mantidas na localidade, poderiam ser melhor desempenhadas por Instituição ligada à área de ensino, julgou conveniente entregar a responsabilidade de direção da escola ao Colégio Arquidiocesano de Ouro Preto, que no momento tinha  como entidade mantenedora as Obras Sociais de Auxílio à Infância e à Maternidade Monsenhor Horta, da Arquidiocese de Mariana, Entidade de Utilidade Pública Federal, Estadual, Municipal, de fins filantrópicos, em convênio assinado no dia 09 de novembro de 1998.

A partir desta data e pelo parecer 269/99 de 11 de fevereiro de 1999,  a escola passou a funcionar com o nome de Colégio Arquidiocesano Unidade II, com autorização de funcionamento de 1ª à 8ª Série do Ensino Fundamental, sob a direção de Cônego Paulo Dilascio.

A partir do ano 2000, de acordo com o parecer 088/00 do Conselho Estadual de Educação, o Colégio Arquidiocesano de Ouro Preto – Unidade II foi autorizado a oferecer, também, o Ensino Médio.  Em julho de 2010, com o falecimento de Cônego Paulo Dilascio, o Arcebispo de Mariana, Dom Geraldo Lyrio Rocha, nomeou Padre Tarcísio Sebastião Moreira  como novo diretor do Colégio Arquidiocesano Unidade II.

Colégio Arquidiocesano Unidade Cônego Paulo Dilascio

Em 09 de novembro de 2010, o Colégio Arquidiocesano passa a ter como Mantenedora a Fundação Marianense de Educação (FME) e passou a se chamar  Colégio Arquidiocesano –  Unidade Cônego Paulo Dilascio. No dia 30 de janeiro de 2015, assume a direção do Colégio Padre Paulo Vicente Ribeiro Nobre.

Rompimento da barragem do Fundão

No dia 05 de novembro ocorre o rompimento da barragem do Fundão, situada no complexo da Samarco Mineração. Somando-se à crise econômica instalada em todo o Brasil, que impactava gravemente as instituições particulares de ensino, tal sinistro desencadeou o processo de fragilização crescente da situação financeira do Colégio Arqudiocesano Unidade Cônego Paulo Dilascio, ocasionando queda expressiva do número de alunos.

Encerramento do Colégio

Em agosto de 2016, após vários meses de atividades interrompidas, a Samarco Mineração cancelou os convênios que mantinha com o Colégio. Desta maneira, a Fundação Marianense de Educação, mantenedora do Colégio, impossibilitada de manter uma Unidade de Ensino na região, sem a participação de empresas parceiras, decidiu pelo encerramento do Colégio ao término do Ano Letivo de 2016.

“Deo Duce Coadjuvante Domina e Colle Illuminans.”

(Conduzido por Deus, Nossa Senhora ajudando, iluminando do alto da colina.)