ATENÇÃO PAIS E RESPONSÁVEIS DOS ALUNOS DO CAOP

OFÍCIO/SES-MG/SRS-BH/NEPI/NVE/099/2012

Belo Horizonte, 15 de fevereiro de 2012.

A Meningite ocorre o ano todo, em todos os países do mundo, sendo causada por vários agentes etiológicos: Bactérias, Vírus, Fungos e Parasitas. O controle das meningites é realizado por ações continuas, pelo serviço de Vigilância Epidemiológica das Secretarias Municipais, Superintendências de Saúde, Secretarias Estaduais e Ministério de Saúde.  Dentre estes agentes causadores das meningites, o mais visado é a Neisséria Meningitidis (Meningococo), uma bactéria, devido ao seu potencial de causar epidemias, sendo seu controle realizado inclusive por telefone pelas Secretarias Municipais  e Estaduais.

Não existem vacinas no mundo contra a maioria das bactérias e vírus que  levam à meningite, por isso, é “esperado” um determinado número de casos de meningite em todo município, estado e em todos os países, sendo este número de casos e de óbitos relacionados com a população (densidade demográfica), fatores sócio econômicos e saneamento básico.

No nosso Calendário vacinal já temos vacinas que protegem contra alguns agentes causadores de meningite como a vacina BCG, (Meningite
Tuberculosa ), a Tri Viral ( Meningite por Sarampo e Meningite por Caxumba), vacina contra Hemófilos ( Bactéria que leva a quadros graves de meningite em crianças abaixo de 5 anos de idade), vacina Pneumocócica 10 valente (meningite pelo Pneumococo – Streptococcus pneumoniae, bactéria que leva a quadros graves e alto índice de mortalidade principalmente em crianças menores de 2 anos), Vacina conjugada meningite C (Meningite pelo meningococo – Neisséria meningitidis). Estas vacinas são compradas pelo Ministério de Saúde através do Programa Nacional de Imunização (PNI) e distribuídas a todos os estados. A vacina contra a Meningite Meningocócica  para outras faixas etárias (acima de 2 anos) só é utilizada em quadros de surtos ou epidemias.

A quimioprofilaxia (uso de antibiótico profilático) é somente indicada nos casos de meningite causada pelas bactérias Meningococo e Hemofilos. No caso do Meningococo a quimioprofilaxia é indicada para os contatos íntimos domiciliares, naqueles que tiveram contato com secreção do paciente e em creches, apenas as crianças que dormem no mesmo ambiente. Não é indicada pela Organização Mundial de Saúde e Ministério de Saúde para contatos de colégio, trabalho, etc. Na Meningite por Haemophilus também nos contatos íntimos, quando na ocorrência de caso em domicílio, onde existam crianças menores de 04 anos não adequadamente vacinadas de acordo com o calendário vacinal de rotina. Esta quimioprofilaxia é realizada, no caso da doença meningocócica, quando se tem um diagnóstico por clínica (meningococcemia – quadro de septicemia do meningococo) e exames laboratoriais adequados. No caso do Hemófilos, quando há positividade nos exames laboratoriais.

Em Ouro Preto não há necessidade de se realizar quimioprofilaxia na escola onde ocorreu o caso de meningite bacteriana, pois não é indicado, como colocado anteriormente. Na região metropolitana de Belo Horizonte não está ocorrendo surto de meningite em nenhum município (inclusive Ouro Preto).

Colocando-me à disposição para outras informações,

 

Patrícia Passos Botelho

Pediatra, Epidemiologista, Referência técnica de Superintendência de Belo Horizonte (SRS BH) de Meningite, Doenças hemorrágicas, Doenças emergentes e reemergentes, surtos e CIEVS (Centro de informação estratégica e resposta em Vigilância em Saúde)

Superintendência de Belo Horizonte

SES-MG

Ofício para download

Oficio Meningite Ouro Preto 15_02_2012