PROFESSOR DO CAOP APRESENTA TRABALHO EM CONGRESSO INTERNACIONAL A SOTER – SOCIEDADE DE TEOLOGIA E CIÊNCIA DA RELIGIÃO

O professor de Religião e Filosofia do CA – Unidade Ouro Preto apresentou um artigo que teve como corpus de pesquisa as demandas da educação religiosa e social no CA – OP. Abaixo seguem breves considerações acerca do trabalho:

 O ENSINO RELIGIOSO NO COLÉGIO ARQUIDIOCESANO  – UNIDADE OURO PRETO: uma proposta de formação do sujeito em perfil dialógico consigo, com os outros e com a Alteridade.

 Lecionar a disciplina “Ensino Religioso” no Colégio Arquidiocesano de Ouro Preto implica, antes de tudo, na superação de estereótipos e preconceitos acerca da concepção de religioso no espaço escolar. Mas não basta desconstruir ideias pré-estabelecidas e por vezes preconceituosas, que confundem o religioso com posturas dogmatizantes e mesmo excludentes. É urgente pensar a formação religiosa no ensino básico de forma intimamente vinculada à constituição de um sujeito dialógico, que escute suas próprias subjetividades (em especial seus limites e carências), ao mesmo tempo em que se sensibiliza com os discursos e demandas provindos das demais pessoas e do Mistério, visto como uma Alteridade que se manifesta em diferentes apelos e linguagens. A comunicação proposta visa então apresentar o Projeto de Ensino Religioso desenvolvido em 2013 no Colégio Arquidiocesano de Ouro Preto, que tem como meta justamente favorecer a humanização dos estudantes de ensino básico (fundamental e médio) a partir dessa vivência relacional consigo, com os demais e com o Mistério. Um aspecto importante a ser salientado é que, neste projeto, o Mistério é também nominado – ele é reconhecido na cultura ocidental contemporânea a partir da tradição religiosa cristã e, mais ainda, da pessoa Jesus Cristo, traduzida na experiência de cada aluno. Como fundamentação teórica a este projeto pedagógico de ensino religioso, recorreu-se à antropologia filosófico-teológica do jesuíta Henrique Lima Vaz.

CONGRESSO