INTELIGÊNCIA CORDIAL NA CIVILIZAÇÃO DO AMOR

Em continuidade às atividades referentes ao Projeto Institucional do Colégio Arquidiocesano de Ouro Preto, que, neste ano, versa sobre o tema: Educar para o Servir: um Gesto de Amor, os alunos do Ensino Médio do Colégio Arquidiocesano de Ouro Preto visitaram no dia, 30 de setembro o Instituto Inhotim, em Brumadinho.

As obras de arte, expostas a céu aberto ou  em galerias situadas em um Jardim Botânico, foram contempladas pelos alunos, na perspectiva do exercício do servir, além de alinhar à proposta de caráter interdisciplinar.

Contemplar o conhecimento artístico na dinâmica do serviço é uma tentativa de purificar o olhar e se tornar mais sensível aos outros. É estar em sintonia com a mãe Terra, com a natureza e com os sentidos em relação a cuidados consigo mesmo, com o meio, com os semelhantes.

Avivar a capacidade de conhecer e servir resgata a inteligência cordial, sensível e emocional, pois o conhecimento em si não é suficiente. É necessário que pela  capacidade de conhecer, a pessoa reinvente, resignifique a própria ação na construção da civilização do amor e serviço ao próximo.

Percorrendo os jardins, paisagens de florestas, lagos, trilhas, montanhas e vales, estabelecendo uma vivência ativa nas galerias Cildo Meireles, Galeria Praça e Galeria Marilá Dardot, mais precisamente na obra: A origem da obra de arte, por meio da interação do espectador com a obra, os alunos foram instigados a comporem palavras e sentenças, entre elas a do tema do Projeto Institucional do CAOP.

Mesmo não existindo uma única definição sobre a experiência do contato com a obra de arte, as palavras da aluna Maria Eduarda da 2ª série  expressam de modo reflexivo um possível sentido: “A arte é a expressão de sentimentos, experiências, impressões subjetivas e vindas de dentro do artista. Em Inhotim presenciei exatamente isso. O amor é o único que consegue compreender uma obra de arte e ela está intimamente ligada com as nossas experiências individuais. A arte abre um leque de possibilidades de interpretações e isso é algo intrigante e incrível ao mesmo tempo”.

A diversidade de conhecimento resulta na variedade de dons que serão colocados a serviço do próximo. Por isso, a próxima etapa a ser contemplada dentro do Projeto Institucional será o conhecimento científico, em que os alunos, devidamente acompanhados pelos professores de Química, irão fabricar sabões que serão doados a uma Instituição Filantrópica.

O servir está além da condição de quem serve e de quem é servido. Compõem essas ações significados múltiplos de trocas que engrandecem todos os envolvidos no processo.

1

?????????????

?????????????

?????????????

?????????????

?????????????

?????????????

?????????????

?????????????

?????????????

?????????????

?????????????

?????????????

?????????????

?????????????

?????????????

?????????????

?????????????

?????????????

?????????????

?????????????

?????????????

?????????????

?????????????

?????????????

?????????????

?????????????

DSC05288 DSC05294 DSC05304 DSC05312 DSC05317 DSC05331 DSC05361 DSC05372 DSC05374 DSC05379 DSC05382 DSC05386 DSC05707 DSC05708 DSC05710 DSC05713 DSC05717 DSC05728 DSC05729 DSC05731 DSC05732 DSC05749 DSC05754